Buscar
  • mostratrash

13ª CRASH - Mostra Internacional de Cinema Fantástico começa nesta quinta-feira (09).

De forma online e gratuita, conta com a exibição de 70 filmes de 18 países e de 20 longas de horror dirigidos por mulheres. Além disso o lançamento de HQ e live com o escritor norte-americano Sheldon Renan marcam programação do festival, que segue até o dia 17 .


Marco do audiovisual goiano e inimiga número um do conservadorismo, a CRASH – Mostra Internacional de Cinema Fantástico chega à sua 13a edição entre os dias 09 e 17 de dezembro, sendo o segundo ano totalmente on-line. Além da mostra competitiva de longas e curtas- metragens, que exibirá 70 filmes de 18 países, também fazem parte da programação a Mostra Les Diaboliques: Diretoras de horror 1980-1999, o lançamento da HQ CRASH 13, de Law Tissot e Márcio Júnior e a live de pré-lançamento do livro “Uma Introdução ao Cinema Underground Americano”, com participação do escritor norte-americano Sheldon Renan. A exibição dos filmes, que é gratuita e restrita ao Brasil, será realizada pela plataforma de streaming Darkflix (www.darkflix.com.br).

Criada em 1999 como um espaço alternativo para circulação de vídeos independentes, a CRASH aposta no circuito não convencional, dedicando inteiramente sua programação ao cinema de gênero, que contempla fantasia, horror, ficção científica e afins. "A CRASH surgiu como TRASH e foi o primeiro festival de cinema do Estado de Goiás, antecedendo inclusive o FICA. Naquela época, o cinema era em película, o que tornava sua realização cara e inviável. Então a mostra chegou para dar espaço aos filmes em VHS, de baixíssimo orçamento, mas de grande criatividade, com um viés transgressor. A gente vê o cinema de gênero como uma alegoria para o mundo e um instrumento para produzirmos reflexões sobre os tempos que vivemos hoje”, conta o produtor Márcio Júnior que, ao lado de Márcia Deretti, comanda a MMarte Produções, realizadora do evento.

Mostra competitiva de longas e curtas-metragens Neste ano, 64 curtas-metragens e 6 longas vindos de 18 países farão parte da mostra competitiva da 13a CRASH. As produções, com classificação indicativa para maiores de 16 anos, serão exibidas entre os dias 09 e 17 de dezembro, na Darkflix, plataforma brasileira de streaming especializada em cinema fantástico. O público poderá conferir produções do Brasil, França, Chile, Itália, Holanda, Israel, Rússia, Espanha, Austrália, Bélgica, República da Coréia, Irã, Estados Unidos, México, Peru, Japão, Dinamarca e Equador. Brasil é o país com mais obras, seguido por Espanha e França.

Nesta edição, mais de 350 filmes foram inscritos, todos produzidos a partir de 2019 e inéditos no evento. Os títulos foram selecionados por uma equipe de curadoria formada por Carlos Primati e Beatriz Saldanha, especialistas em cinema de gênero; Gurcius Gwedner, cineasta udigrudi (cinema experimental/marginal); André LDC, cinéfilo; e Márcia Deretti e Márcio Júnior, idealizadores da CRASH.

Os filmes vencedores serão anunciados no dia 16 de dezembro, às 21h30, no encerramento da live com o escritor norte-americano Sheldon Renan, que será transmitida no canal do youtube da MMarte Produções. Serão eleitas as melhores produções em quatro categorias: curta- metragem nacional, curta-metragem internacional, longa-metragem e, pela primeira vez, melhor animação.


Os quatro melhores filmes da 13ª CRASH serão escolhidos por um júri formado por Geórgia Cynara, doutora e pós-doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e professora do curso de Audiovisual e Cinema da Universidade Estadual de Goiás (UEG); Luciano de Miranda, realizador independente, criador da Crânio Fitas e do Cine Crânio, cineclube com sede em Matão, interior de São Paulo, e conhecido pelos curtas "Peso Morto", "C.H.U.P.A." e "A Grande Piada"; e a cineclubista, pesquisadora e realizadora audiovisual Thaís Vieira.



Geórgia Cynara, Thaís Vieira e Luciano de Miranda - Júri CRASH 2021
140 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo